Entertainment

“Servo do Povo”: série e filme protagonizados por Zelensky já podem ser vistos na Netflix em Portugal – Atualidade



A série “Servo do Povo”, protagonizada por Volodymyr Zelensky, já pode ser vista na Netflix em Portugal. Além das três temporadas da produção, o serviço de streaming juntou ao seu catálogo “O Servo do Povo: O Filme”, estreado em 2017 e que dá continuidade à série ucraniana.

“Quando as críticas de um professor ucraniano ao governo se tornam virais na Internet, ele acaba por se tornar no novo presidente do país”, resume a Netflix. “Servo do Povo” conta com 49 episódios (tal como a primeira temporada, a segunda conta com 23 episódios; já a terceira parte tem apenas três capítulos).

Já o filme centra-se na aliança entre o presidente da Ucrânia e o antigo primeiro-ministro. A união tem como objetivo “estabilizar a economia e gorar as maquinações de bastidores dos oligarcas gananciosos”.

“Zelensky superstar”: canais de todo o mundo procuram a série do “herói” ucraniano

Da América Latina à Grécia, passando pela Netflix, todos querem exibir a série “Servo do Povo”.

Os telefones de uma pequena empresa de direitos audiovisuais de Estocolmo (Suécia) não param de tocar e todos querem a mesma coisa: exibir a série do ex-comediante e atual “herói” da resistência na Ucrânia, Volodymyr Zelensky, na qual ele interpretava justamente o presidente do país.

“Estamos sobrecarregados. Os pedidos chegam do mundo todo para exibir a série”, explica Nicola Soderlund, cofundador da empresa Eccho Rights.

Desde o início da invasão da Ucrânia pelas tropas russas, a 24 de fevereiro, canais de televisão como o britânico Channel 4, o grego ANT 1 e o romeno PRO TV negociaram os direitos de exibição da série “Servo do Povo” [tradução literal], criada em 2015.

“Assinámos 15 acordos e estamos a negociar outros 20”, explica Soderlund, que tem um cartaz da série no seu escritório.

“Estamos em conversações com emissoras da América Latina, Estados Unidos, com a Netflix… com muitas pessoas”, acrescentou.

Na Itália, três ou quatro empresas lutam para conseguir os direitos. Na Grécia, a série é exibida todas as noites.

Para o executivo sueco, “acontece ao mesmo tempo uma solidariedade com os ucranianos e a curiosidade para ver quem é Zelensky”, que passou de um ator desconhecido fora do seu país a um símbolo da resistência contra a invasão russa.

Soderlund, no entanto, conhece-o há 10 anos. Em 2012, Zelensky criou um concurso de comédia (“Crack them up”), que distribuía dinheiro a quem conseguisse provocar risos num júri de comediantes. O programa foi adaptado em vários países, como o Vietname, China ou Finlândia.

“Almocei com ele em Kiev, tinha várias ideias loucas e divertidas”, recorda.

No seu smartphone, ele mostra as fotos ao lado de Zelensky no Festival de Cinema de Cannes (França), em 2016.

O tema da série “Servo do Povo” period premonitório: um professor de História que se tornava presidente da Ucrânia. Um grande sucesso no país que ajudou Zelensky a iniciar a carreira política e vencer as eleições de 2019 à frente de um partido que ele chamou de… “Servo do Povo”.



Source hyperlink

Leave a Reply

Your email address will not be published.