Entertainment

Maniche casou-se com Joana Carvalho


Maniche deu o nó. O antigo futebolista de 44 anos casou-se com Joana Carvalho, de 40, este domingo, dia 8, em Lamego. 

A cerimónia civil aconteceu ao ar livre na Quinta da Pacheca, native que também recebeu a festa que se seguiu ao momento em que os noivos trocaram juras de amor. Para este dia especial, o noivo usou um fato cor-de-rosa, com camisa branca. Já a noiva, que trabalha como investigadora científica na Universidade do Minho, elegeu um vestido branco cai-cai com uma saia volumosa composta por camadas de tule. 

A decoração do espaço foi em tons de cor-de-rosa e branco, com muitas flores, velas e candelabros. Nas palavras do noivo, um “conto de fadas” e uma “terra das maravilhas”, tal como descreveu nas redes sociais. 

 

Também nas redes sociais, Maniche partilhou alguns momentos deste dia especial e deixou uma dedicatória romântica a Joana Carvalho: 

Xuxu
A primeira vez que te vi e ouvi a tua voz rouca aconteceu algo que despertou a minha curiosidade e me cativou. Eras linda, porém extremamente antipática, vestida num preto integral, pronta para um funeral em qualquer parte do mundo. Assumi uma postura de observador e sinceramente fiquei fascinado. A tua capacidade de argumentar, ou melhor, de descascar os outros era notável. Apercebi-me que tinha acabado de conhecer uma mulher única, destemida, autêntica e, sem dúvida, alguém que me pudesse desafiar e elevar.
Fui-me divertindo ao ver-te deitar abaixo cada elemento da mesa e quando vi uma oportunidade de me aproximar, sussurrei-te ao ouvido a resposta da adivinha que havias lançado para os comensais. Disseste que o ar é de todos, mas que não precisava de respirar tão perto. Mas eu insisti.
Seguiram-se três meses em que me fizeste correr atrás do prejuízo e durante os quais te fui arrancando sorrisos com as minhas palhaçadas. Felizmente fui bem-sucedido e hoje, após estes anos todos, posso afirmar que o meu instinto e a minha fé nesta relação estavam certos desde o primeiro dia.
Admiro a tua sede de aprender, essa inteligência cortante.
Adoro o facto de seres um “bicho livre” mesmo quando esticas ao limite o conceito de liberdade.
És uma menina cheia de vida.
És intensa de mais.
Sorris para a tristeza, vês simplicidade na beleza.
És complexa, sensível e profunda.
És do tipo que não demonstra muito, mas sente mais do que deveria.
Tens uma beleza diferente, única.
Observas tudo com os olhos da alma.
Quando choras é para renovar.
Sabes que as tempestades são para fazer crescer.
Vives à tua maneira e não precisas da opinião dos outros.
Não abusem da paciência que tu não tens.
És detalhista. És doce.
És fria. Tens medo de perder. És verdadeira.
És linda. És a minha Vida.”



Source hyperlink

Leave a Reply

Your email address will not be published.