Sports

A BOLA – «Não tenho nenhum Cristiano Ronaldo» (Tondela)


No âmbito da receção, na Câmara Municipal, de toda a estrutura do Tondela, em homenagem à presença histórica na last da Taça de Portugal e sete épocas consecutivas na Liga, Gilberto Coimbra, presidente dos beirões, comentou alguns assuntos relativos à atualidade do clube.

 

«Posso não ter nenhum Cristiano Ronaldo, mas o clube nunca deu um passo maior que a perna. Desta vez, tocou-nos a descida, mas já tinha dito, muitas vezes, que este period um campeonato de sofrimento», começou por referir o dirigente, que quer recolocar o Tondela na Liga em 2023/24: «Vou pedir, agora mais do que nunca, a toda a massa adepta, a toda a estrutura, a todas as pessoas amigas do Tondela, a toda a estrutura que sempre me acompanhou e continua a acompanhar, que, se ajudaram até aqui, se estiveram presentes, agora escrevam o seu nome com letras todas maiúsculas, porque vamos novamente à luta.»

 

Gilberto Coimbra, partilhando ter esta terça-feira reunião agendada com o presidente da SAD, David Belenguer, explicou o porquê da urgência em regressar imediatamente ao patamar maior do futebol português: «Predispus-me a ajudar naquilo que fosse preciso, para que o regresso à Liga, para o futebol maior, seja rápida, seja, se possível, no ano imediato, porque um, dois, três anos na Liga 2, o clube deixa de ser de primeira, passa a ser de segunda e torna-se cada vez mais difícil.»

 

Como tal, ganha importância a adesão dos adeptos sobretudo nesta fase, destacou o presidente da Direção beirã: «Vamos ajudar a estar na luta, a massa adepta vai estar connosco e todos os sócios. Se agora são mil, têm de ser dois, três, quatro ou cinco mil, por forma a pormos novamente o clube na Liga.»





Source hyperlink

Leave a Reply

Your email address will not be published.