Sports

A BOLA – «Não passámos a ser os piores…» (Sub-17)


José Lima assumiu que Portugal não conseguiu contrariar a forma de jogar da Dinamarca e, dessa forma, aceitou a derrota (1-3) diante do conjunto nórdico, na 3.ª e última jornada do Grupo D do Campeonato da Europa de sub-17, que se realiza em Israel.

 

O selecionador nacional explicou os motivos da derrota, não se coibindo, ainda assim, de sublinhar as virtudes da equipa das quinas.

 

«Já tínhamos jogado com a Dinamarca e sabíamos que são uma equipa muito difícil. Não conseguimos contrariar a sua zona ofensiva, pegar no jogo, jogámos muito no nosso meio-campo, e claro que isso foi favorável à equipa dinamarquesa. Ainda assim, fomos a ganhar para o intervalo, por 1-0. Não passámos a ser os piores agora, tal como antes não éramos os melhores. Continuamos a ser uma equipa equilibrada e forte, mas temos que dar os parabéns à Dinamarca e à forma como eles encararam o jogo. Foram melhores».

 

O desaire desta tarde redundou na queda para a segunda posição do grupo, o que faz com que Portugal tenha pela frente a Espanha nos quartos de ultimate. José Lima reconhece o poderio do adversário na próxima quinta-feira, mas também diz que os jovens lusos têm condições para seguir em frente na prova: «Nunca sabemos se é mais forte ou não [a Espanha em relação à Sérvia]. À partida será sempre mais forte porque é um candidato ao título, no entanto, hoje, ambas as equipas empataram. Vai ser um jogo muito difícil, já os defrontámos, vamos agora limpar as cabeças, melhorar o astral da equipa e preparar o melhor possível esse jogo. Dando o nosso máximo, poderemos atingir esse objetivo, sabendo de antemão que será muito difícil.»





Source hyperlink

Leave a Reply

Your email address will not be published.